dá no mesmo


E se o dilúvio viesse ai e a arca de Noé fosse a Europa? O que faria a Europa, colocava um par de cada raça? Um par de cada país? Um par de cada cor? Ou guardava a maior quantidade possível?

O que quererás que os outros povos te façam quando, volvidos 50 anos ou mais, e a crise sossegar do lado de lá do Mediterrâneo, e seres tu, Europa, a precisar de ajuda?

O que vais fazer agora, Europa?

Verdade se diga que dá no mesmo se afundarmos os barcos. Quantos povos não dizimam outros tantos povos? E o planeta continua rodar. Nascem e morrem, crescem e definham, batalham e desesperam. Dá no mesmo. No dia seguinte o dia nasce, as ondas espraiam e a erva cresce. Dá no mesmo. Que interessa?

Amanhã acordarás com a consciência leve? Conseguirás viver com essa culpa?

Ai Europa, se te perdes nesta encruzilhada, está a humanidade entregue aos cães.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s