Dois assuntos sérios


Número f/

Je-suis-charlie-640

Hoje, 8 de Janeiro, um bando de três loucos armados irrompeu pelas instalações da publicação satírica francesa Charlie Hebdo e matou doze pessoas (entre elas Charles Wolinski, o decano da caricatura francesa), ferindo outras dez. Aparentemente, o ataque foi levado a cabo por fundamentalistas islâmicos. O que fez a Charlie Hebdo para ser atacada? Publicava cartoons. Somente.

A minha primeira reacção após o horror da notícia foi a de culpar parcialmente os cartoonistas por terem ido longe demais na sua sátira, mas logo me arrependi de esta ideia me ter sequer passado pela cabeça. Pensar daquela maneira significaria aprovar o medo e aplaudir a autolimitação das nossas liberdades, desde logo a de expressão. Significaria, também, que teria por legítimo que nos vergássemos ao terror e deixássemos que o medo tomasse conta das nossas vida. Não posso aceitar nada disto.

Além dos significados que referi, atribuir uma parte da culpa aos…

View original post mais 694 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s