um fio frio


seguras uma navalha fria, espetas e olhas para mim como se fosse eu o culpado. não fiz nada. que estás enganado. olha para a tua mão. essa é uma navalha e o sangue que escorre é meu. admites. lamentarás depois. admitirás que mal fizeste. mas só depois. muito depois. faremos pazes. remoçamos. meses mais tarde, repetes. sobreviveremos com esse fio frio todos os dias?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s