degraus sem o serem


há uma estranha sensação de absurdo. não ensinaram que o melhor dos mundo é aquele que vai com justiça. compaixão. solidariedade. é disso que vai normalmente. agora vai qualquer coisa ao lado, mais por dentro do que ao lado, camuflado, vai sobrevivência, uns já  o tinham visto os outros começam a vê-lo. vai um mundo com casca fina misturado com injustiça, desumanização. vai um mundo por si: desenrasca-te! vai com a sobrevivência. esgravatar. vai com salve-se quem puder. se parar pode ser que lhe dê para o viver-com-pouco. pode ser que a ganância lhe dê para viver sem os outros. ou com menos dos outros. se parar pode ser que lhe dê para trabalhar com os outros. mais se gasta quando não vamos juntos. mas dizem que és um puto da mamã. que não te consegues safar por isso. vai à luta. não te disseram que a sustentabilidade é valor. mas já parece é menos do que isso. os seres humanos parecem mais praga que não quer ou não sabe aonde vai. paz ou guerra? Com pouco, com justiça, ou com guerra e falta de compaixão? Com senso ou em selva? O que vai ser? Que bebida vais pedir? é uma confusão maior. se se vai sozinho ou se te levas com o outros. onde pára o equilíbrio? escolho ir com os outros mas quero estar comigo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s