não quero chegar


não quero, pronto! Chamem-lhe birra, mas quero mudar, gostava, ambiciono pelo menos, tenho a intenção de, mas disso está o inferno farto, de intenções, digo, diz-lhe a avó, era mesmo só a visão do mundo, pois isso menino é ainda mais díficil, não é tão isso, é mais, da guerra ansiosa de chegar à delícia da viagem. Passar do destino para a viagem. Do querer chegar para o querer andar. Do querer fazer tudo para o querer fazer pouco.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s