amigo


Se os pudéssemos quantificar diria que são pérolas. Se os pudéssemos abandonar, a vida que habitamos perdia metade da luz. Se os voltamos a ver, enchemos de alegria, inspiramos maresia de verão, terra molhada de outono, ou fim de tarde solarengo. Se os deixamos num cais qualquer desejamos-lhe sorte, muita mesmo, toda, que esta vida, para além de coragem, precisa disso. Se nos pedem ajuda, socorremos com a alma sem hesitar. São poucos e ainda bem, que não teríamos energia para tanta alegria.

Anúncios

One thought on “amigo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s