cair


não se cai de rompante, sem aviso, aos pés da vida,

vai-se caindo ao invés de ser de vez,

vai-se balançando ao invés de se adornar por completo

com interrupções, mais ou menos espaçadas

pelo meio faz-se, ou finge-se que se faz. Ao tempo não sabemos em que caminho estamos.

em nenhuma delas sabemos ao que vamos

só no fim, se tivermos oportunidade, lamentamos ou regozijamos por onde andámos,

se fizemos ou se fingimos, ou se oscilamos entre os dois,

só depois saberemos, se vivemos ou fingimos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s