estocada/stab


“Já o mataram” – disse-lhe em tom seco,  e fiquei logo a saber que não é assim, de secura, que se servem as palavras com notícias do companheiro de uma vida, mesmo que esse tenha quatro papas. E menos ainda, quando, quem ouve, o mandou partir mais cedo. Ontem, saiu do consultório veterinário depois de lhe ter afagado o corpo e o focinho por uma última vez; o veterinário disse-lhe que não podia fazer nada mais, o cancro alastrara-se e ele só sofria agora. Não lhe viu os olhos, não se lembrava de quando os vira pela última vez.

Afundou-se no assento do automóvel, imerso numa letargia, enquanto percorremos as ruas, trespassando o ruído da cidade abraçados pelo silêncio surdo de uma lágrima que hesita. As memórias solavancam o corpo todo – “e quando o raio do bicho decidia que era hora de chegar a casa. Teimoso como pedra grande… lembraste quando ele desapareceu por três dias… o que eu caminhei… a gasolina e o tempo que gastei… a família toda à procura daquelas orelhas… tu, até faltaste a um dia ao trabalho… e afinal tinha descoberto o amor, estava em casa da namorada, a dormir na sua alcofa, a uns quarteirões dali. Não fora a senhora estranhar e começar a perguntar… aquele desgraçado tinha-me trocado… ai, a companhia que me fazia!”

“They already killed him.” – I said to him in a dry tone, and immediately understood that, its not in that way, so dry, that you serve those words, even more when its a life partner, even if he has four paws. And still less when, who hears, sent him to leave early from his life. Yesterday, he left the vet’s office after he stroked the body and the snout one last time; the vet told him he could do nothing more, cancer is rampant and he only suffered now. He didn’t saw his eyes, couldn’t remember when he saw them for the last time.

He sank into the seat of the car, immersed in a stupor, while traveling the streets, piercing the noise of the city embraced by the deaf silence, a tear that lingers to came out. Memories jolts the entire body – “and when the bastard decided it was time to get home. Stubborn as a large stone … remember when he disappeared for three days … I walked … waste gasoline and time… all the family looking for those ears … you, even miss a day at work … and he had found love, he was at his girlfriend’s house, sleeping in his pram, a few blocks away. Lukely the lady noticed that it was very strange that behavior and start asking questions … surelly that bastard had exchange me … oh,he fullfill my space and time!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s