Democracia


A Democracia não foi ganha um dia e depois estará para todo o sempre. É preciso alimentá-la. E se a vamos alimentando quando votamos, se a vamos alimentando quando nos associamos (em partidos, em associações, em movimentos…), preocupa-me outra parte: quem vigia aqueles em quem votamos?

Somo nós, quando votamos! Certo. Mas é preciso um pouco mais do que isso, informação. Temos os jornais. Mas a internet está devorá-los. A credibilidade da informação começa a deteriorar-se, dizem os especialistas no assunto. Precisamos então de informação credível. E lá voltamos para o cidadão: é preciso que verifiquemos a credibilidade da informação: quem é que escreve, quais os seus créditos no assunto e que interesses o move?

Quando chegamos à corrupção a coisa torna-se mais séria, porque os especialistas afirmam que existe uma correlação entre a quantidade de jornais publicados e a corrupção: quanto mais jornais publicados, menor a corrupção! O facto é que, actualmente, o número de jornais diminui e a corrupção aumenta, à medida que a internet se impõe! Em Portugal a Justiça é tão lenta, que até impressiona quem lá trabalha.

Um novo paradigma está a abater-se sobre a sociedade. A bem da Democracia, é necessário fiscalizar quem nos governa através do voto, dos jornais e da justiça. Irei votar num partido que eleja estas preocupações.

Fonte: “A democracia Sobreviverá sem os Jornais? Paul Starr, Revista Courrier Internacional (em português), número 164, Out 09, p. 70.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s